Mostrar mensagens com a etiqueta Co-adopção. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Co-adopção. Mostrar todas as mensagens

O direito a ser família

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

A noção de família está em constante mutação. Ela diverge não só na sociedade mas também em cada indivíduo. O que para um significa viver sozinho, sem filhos, para outro significa viver com um ou uma companheiro/a, sem filhos, para outros, com filhos. Esta mutação tem gerado um intenso debate com as naturais complexidades que se nos colocam ao encontrar soluções para dar resposta legal a assuntos que talvez há uma década nem sequer se pusessem. É o caso, por exemplo, dos enteados (palavra tão negativamente carregada) que não têm direitos na sua relação com os padrastos e madrastas e até hoje apenas em França se encontrou uma forma de ir resolvendo com legislação sobre co-parentalidade.

Tudo vai melhorar!

domingo, 19 de janeiro de 2014


Este é Hugo Soares, líder da JSD e deputado do PSD. Ele foi a cara da proposta de referendo sobre a co-adopção e adopção por casais do mesmo sexo. Este vídeo que vos trago tem quase um ano, e atesta bem sobre a qualidade democrática do Hugo e sobre a sua inabalável coerência moral e política. Não se apoquentem que o Hugo está a construir um mundo melhor, para ele. Tudo vai melhorar!

Vamos falar de direitos humanos

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

No Governo de Sócrates mais de um milhão e meio de crianças perdeu ou viu diminuído o seu abono de família pondo em risco a sua alimentação nas escolas (uma vez que perdendo o escalão do abono deixam de ter refeições comparticipadas pela escola), a sua continuidade na escola, a sua subsistência.

No Governo de Sócrates, a imposição da regra da prova escolar levou à retirada desse mesmo abono a milhares de famílias por não terem apresentado o papelinho na segurança social.