Mostrar mensagens com a etiqueta Amarelos. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Amarelos. Mostrar todas as mensagens

UGT, what else?

domingo, 11 de outubro de 2015

Esta coisa de de repente se apresentarem alternativas ao velho "arco da velha", anda a irritar muita gente. Inefável na sua defesa do "centrão", condição essencial para a sua existência, vem agora a UGT, através do seu iluminado líder, Carlos Silva, dizer que bonito, bonito era um blocozinho central com o CDS à mistura. Nada de novo, os cães fiéis e bem treinados obedecem sempre à voz do dono, sabem bem que no dia em que o não fizerem vão descalços para a cama e de barriga vazia.

Sempre que é preciso a máscara da UGT cai. Já o lancei várias vezes e volto a lançá-lo, o apelo aos trabalhadores sindicalizados nos sindicatos desta amarelice em forma de central sindical para que se deixem disso. Não adianta pagarem quotas a quem efectivamente não vos defende, não adianta suportarem sindicatos que constantemente aceitam migalhas em troca de bifes do lombo.

Cheira mal? É ver as mãos do Carlos Silva...

domingo, 26 de janeiro de 2014

Em Outubro de 1978 o PS e o PSD tiveram um bebé, chamaram-lhe União Geral dos Trabalhadores. Foram alimentando essa criança da melhor forma que puderam. A criança foi crescendo e foi percebendo o porquê do seu nascimento: confundir, baralhar e dividir para que os seus orgulhosos pais pudessem reinar. Hoje, a criança é um adulto manhoso e a manha deve ser desmascarada.

Na verdade, é a própria UGT que aqui e ali se vai desmascarando a ela própria. Não adianta recuar muito no tempo, esta legislatura e o seu actual líder, já nos dão água pela barba e momentos de comédia impagáveis. Então não querem lá ver que o homem disse isto: "Estamos mais preocupados em formar e qualificar trabalhadores do que lançá-los para os campos de batalha, para as invasões dos ministérios, subindo as escadarias da Assembleia da República, fazendo greves todos os dias e combatendo as suas próprias empresas levando-as ao encerramento".